A importância do carinho na primeira Infância. – Colégio Florença – Educação Infantil
Universo Infantil - 07/03/2016

A importância do carinho na primeira Infância.

Neurocirurgião explica que o afeto humano nas primeiras experiências de vida é determinante no desenvolvimento e aprendizado dos bebês.

colegio-florenca-a-importancia-do-carinho-na-primeira-infancia

Notícia retirada do site Pró Bebê.

O desenvolvimento de cada espécie animal apresenta um“padrão cronológico” característico, ou seja, um tempo certo para o surgimento de cada nova capacidade. Com o ser humano é assim também. Embora ocorram diferenças individuais, as crianças costumam andar sem ajuda entre 12 e 15 meses, exercer o controle sobre seus esfíncteres (controlar o cocô e o xixi) entre 21 meses e quatro anos e começar a falar por volta dos 18 meses.

Esses marcos do desenvolvimento são etapas cumpridas pelo amadurecimento progressivo das conexões feitas entre as células do cérebro, os chamados “neurônios”. E para que essa conexão ocorra da forma mais rápida e precisa possível, é fundamental a presença de uma substância chamada “mielina”, uma camada de proteína e gordura que reveste as fibras nervosas.  Quando mais grossa essa camada protetora, a conexão ocorre de forma mais rápida e com menor perda de dados.

O processo de mielinização das células do sistema nervoso começa no útero, mas se intensifica (e muito!) nos dois primeiros anos de vida do bebê. E tem relação direta com o ambiente em que ele é criado. Apenas para você ter uma ideia, uma pesquisa recente realizada pela Faculdade de Ciências Farmacêuticas da USP (Universidade de São Paulo) demonstrou que a exposição à fumaça de cigarro, logo após o nascimento, prejudica o processo de mielinização dos neurônios.

Por outro lado, os cuidados e a atenção que você oferece ao seu bebê funcionam como um verdadeiro “upgrade” nesse computador de última geração com que se parece o cérebro de seu bebê. Estimulado pela voz dos pais, pelo toque carinhoso e pelo ambiente, a criança aprende cada vez mais e melhor. Afinal, seu desenvolvimento depende de uma receita mista: é influenciado tanto pela natureza (aquilo que está em seu código genético) quanto pela cultura (ambiente, aprendizado, interações sociais, experiências, vivências).

Pouco se pode fazer em relação ao que determina a genética, mas os pais têm bastante influência sobre o ambiente em que o bebê se desenvolverá desde a sua concepção, passando pela gestação, parto, pós-parto e primeiros anos de vida – especialmente nos seis primeiros anos, conhecidos como a primeira infância. Tudo o que é vivido nesse período deixa marcas profundas, registros que irão determinar de forma muito importante o caráter, a personalidade, as escolhas e as formas de ver e se relacionar com o mundo e com as pessoas. Mas, não se preocupe! O principal ingrediente para o crescimento saudável do seu bebê você já tem: é o amor com que o espera.


O que diz a pedagogia florença?

Para nós a infância é a etapa mais importante da vida e, por isso,
proporcionamos aos nossos alunos um ambiente adequado, além de
relações e experiências positivas, que contribuem para o desenvolvimento
físico, mental e emocional.