Afeto é alimento para o desenvolvimento cerebral – Colégio Florença – Educação Infantil
Universo Infantil - 01/08/2016

Afeto é alimento para o desenvolvimento cerebral

A afetividade promove os valores morais e a evolução ética dos bebês, que se estabelecem nos primeiros 18 meses de vida.

colegio-florenca-afeto-cerebro-bebe

Conteúdo retirado do site O Globo.

Neurocientista e psicoterapeuta, gaúcho, fundador do Instituto Zero a Seis, com foco no desenvolvimento infantil, veio ao Rio para palestra no Midrash

“Nasci em Cachoeira do Sul (RS), mas saí de lá há 53 anos. Hoje tenho 65. Me formei na Universidade Federal de Pelotas (UFPel), e hoje trabalho na área técnica e científica do Instituto Zero a Seis, que fundei e presido. Meu trabalho é voltado ao desenvolvimento de soluções para a primeira infância e para o período gestacional.”

Conte algo que não sei.

É fundamental investir na primeira infância. É o melhor investimento financeiro, porque garante a maior taxa de retorno. Esse é o resultado de 45 anos de trabalho do economista americano James Heckman, Prêmio Nobel de Economia, em 2000. Para a sociedade, a melhor coisa é investir em desenvolvimento de capital humano do início da vida até o sexto ano, porque aí você consegue maior impacto social e econômico. Os retornos são ainda maiores de 0 a 3 anos. O pesquisador e economista da Universidade Stanford Eric Hanuschek mostrou que 75% do PIB de uma nação resulta de investimentos nesses primeiros anos em processo educativos elementares, como linguagem, matemática, ciências.

Como os pais podem contribuir para que esses primeiros meses e anos sejam bem aproveitados?

É preciso que saibam que o período de maior interconexão entre os neurônios ocorre nos primeiros 50 minutos de vida . Quanto mais precoce o período, mais importante ele é. Geralmente, as pessoas acham que crianças só têm necessidades quando entram na escola ou começam a falar. Não, porque até ali muita coisa já se construiu. Os primeiros mil dias, desde a concepção, são o período mais importante da construção da vida humana. Depois disso, fica muito difícil, muito caro e pouco eficiente tentar fazer mudanças.

O que é necessário para que uma criança evolua bem?

O cérebro é feito de comida em quantidade e qualidade adequadas. No Brasil, temos 51% das crianças de 0 a 4 anos vivendo sob insegurança alimentar. Essas crianças não têm massa cerebral se constituindo adequadamente. Os resultados estão aí no Brasil que a gente vê.

Qual a importância dos estímulos sensoriais e do afeto?

A criança, mesmo dentro do útero, precisa de estímulos adequados à faixa etária. Eles devem ser de natureza multissensorial. Quando você toca ou massageia uma criança e, ao mesmo tempo, fala com ela e põe um cheiro no ar, você estimula o sistema nervoso, que é a integração de várias áreas. Outra coisa extremamente importante é o convívio, o vínculo afetivo que os cuidadores estabelecem com a criança. Afeto é alimento para o desenvolvimento cerebral e para o desenvolvimento da empatia, que é a capacidade de se colocar no lugar do outro. A afetividade promove o desenvolvimento de valores morais e promove a evolução ética dos bebês, que se estabelecem nos primeiros 18 meses de vida.

No Brasil, o que dificulta um desenvolvimento infantil de qualidade? Dinheiro ou vontade?

Vontade. A infância é um período da vida humana no qual o individuo não tem voz ativa política e socialmente. Então há uma população de milhões de cidadãos cujos direitos são negligenciados há 516 anos. Esse processo tende a se perpetuar, porque até hoje nenhum governante se ocupou de concretamente executar aquilo que está na Constituição Federal. O artigo 227 diz que é dever da sociedade e do Estado assegurar com absoluta prioridade os direitos da criança. Isso é negligenciado por gestores de todos os âmbitos.

Como dar um salto na qualidade da educação?

Falta na população em geral a consciência da relevância disso tudo que estamos falando. Como as pessoas não têm ideia de quão impactante isso é na vida de um país, a população também não cobra de maneira incisiva. Então, a informação é o primeiro passo.


O que diz a pedagogia florença?

Temos especial preocupação com o vínculo afetivo entre criança e educador. Nossa equipe é treinada para harmonizar e sensibilizar o olhar, o toque e a conversa com os bebês, seguindo nossos princípios de respeito e cuidado com a criança pequena.